Treinar no parque: bom, bonito e barato

Leave a comment

Foto Monica March

Finalmente, depois de muitas desculpas e adiamentos, comecei a fazer atividade física regularmente. Já contei o meu principal incentivo aqui no blog: a compra de um quebra-vento que acabou com as minhas reclamações a respeito de intempéries como frio e chuva. Agora eu acordo, coloco minha roupa de treino, meus tênis, o agasalho novo e vou embora sem medo.

Outra desculpa, que muita gente dá pra não se exercitar é o alto custo de uma boa academia. Eu mesma, que já treinei em lugares com todos os tamanhos de estrutura, sei que no final o que interessa é que você se mexa. Não importa onde. Encontre um parque, uma praça, uma pista de corrida, perto da sua casa ou do seu trabalho e comece. O pior é sair da cama (pra quem vai cedo como eu) ou trocar de roupa e adiar a chegada em casa (para os que preferem treinar à noite). Escolhi começar o dia assim pq gosto de ter minhas noites para relaxar e dormir cedo. A escolha tem que ser a que melhor se encaixe ao seu estilo de vida. Assim as chances de desistir no meio do caminho ficam bem menores.

Minha rotina é acordar perto das 6h para ter tempo de me arrumar, tomar café da manhã com calma, passear e dar comida pra minha dog e escovar os dentes. Normalmente saio entre 7h e 7h30. Gosto desse horário porque o ar ainda está fresco e consigo ir e voltar sem o sol me incomodando demais. Da minha casa até o parque são cerca de 12 quadras ou 1,2 km. Vou e volto a pé, assim aproveito o trajeto para aquecer e desaquecer meu corpo aos poucos.

Como ainda não estou correndo, quando chego ao parque acelero o passo. Acompanho toda a evolução de velocidade e distância por meio do aplicativo RunKeeper, que é pago, mas que considero um ótimo investimento para quem vai treinar por conta própria. Claro que ter um frequencímetro é ótimo, mas nem sempre é possível comprar um logo de cara já que os preços variam entre R$ 400 e R$ 2000.

Um roteiro escalonado é a melhor maneira de ir progredindo na atividade que você escolher. Lembrando que os especialistas indicam um período de pelo menos um mês e meio, com caminhadas três vezes por semana, para que o corpo saia do estado de sedentarismo para o de uma pessoa ativa. É a partir daí que se recomenda, para quem quer correr, a introdução de trotes e ritmos mais acelerados alternados com a caminhada – até que você consiga correr de forma ininterrupta seus primeiros quilômetros.

Eu dei uma exagerada nos primeiros dias e tive uma inflamação no pé que quase me custou todo o esforço que fiz até agora. Por isso, vá com calma e não desista. Os resultados podem demorar algumas semanas para começar a aparecer, mas os benefícios são muitos e duram pra sempre.

::::::::

Você também pode se interessar:

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s