Natação e corrida, uma dupla perfeita

4 Comments

A natação foi o primeiro esporte que pratiquei na vida. Minha mãe, que nunca aprendeu a nadar, queria que minha irmã e eu soubéssemos nos virar na piscina para que não tivéssemos medo, como aconteceu com ela. Me lembro de nadar muito e adorar a sensação de “voar” na água, dar braçadas de costas olhando o céu e mergulhar fundo onde o silêncio era rei.

Nadei por bastante tempo, mas a vida acabou não me deixando continuar a praticar como eu gostaria. Mas o amor pelas piscinas nunca foi embora. Nada mais natural que eu escolhesse a natação como exercício complementar à corrida nesse meu novo ano de busca por um peso e uma vida mais saudáveis. Em uma hora de braçadas intensas pode-se gastar até 660 calorias.

Como toda atividade aeróbica, nadar também precisa de intensidade de moderada a intensa para emagrecer. Ou seja, ir de lá pra cá na piscina com certeza ajudará a tonificar músculos diferentes dos utilizados na corrida, mas para ver o ponteiro da balança baixar é preciso que seu coração acelere, que os batimentos se mantenham em uma frequência que não seja considerada leve.

São várias as vantagens de gastar as gordurinhas na piscina. A primeira é que aumentar a intensidade não aumenta o impacto, já que a água oferece resistência mas não a ponto de causar lesões, como é comum na corrida. Outro ponto favorável é o aumento da capacidade do pulmão e do sistema cardiovascular e respiratório – você vai ganhar mais fôlego, literalmente. A alta resistência da água também trabalha todas as articulações do corpo, lubrificando-as (o que alivia as dores de quem sofre com artrose ou fibromialgia) e aumentando a agilidade dos movimentos.

Por essas e outras elegi a natação para intercalar com os dias em que vou para a esteira ou para o parque, evitando o temido overtraining, causado pelo alto impacto dos treinos sequenciais de corrida. Muitos bons treinadores recomendam a natação como um descanso ativo, quando se alivia o desgaste que a musculatura sofre durante a corrida, mas não se fica parado para isso.

© Monica March

© Monica March

Veja algumas dicas pra aproveitar ainda mais o treino de natação:

  • Para aumentar a intensidade e ajudar no emagrecimento, faça o mesmo treino que faz sempre mas nade o mais rápido possível na ida e volte descansando. Uma pesquisa mostrou que dessa maneira se aumenta em 1/3 o gasto calórico do que quando se nada sempre com a mesma velocidade. Isso acontece porque quando se nada mais rápido, mais oxigênio é consumido. E o gasto calórico depois da atividade (o famoso EPOC) também fica mais alto por mais tempo: nas 24 horas após o exercício o metabolismo vai queimar mais gordura em repouso;
  • Nadar em água fria pode estimular o apetite por isso dê preferência a piscinas aquecidas mesmo no verão e não descuide da alimentação só porque aumentou o gasto calórico, principalmente se sentir mais fome logo após o exercício. O tiro pode acabar saindo pela culatra!
  • A postura correta é muito importante e deve ser equilibrada enquanto se nada. Nade olhando para o fundo da piscina e não para frente. Isso faz com que os quadris e as pernas se mantenham na superfície da água, reduzindo a resistência hidrodinâmica e permitindo braçadas mais suaves e eficientes.

::::::::

Leia também:

Advertisements

4 thoughts on “Natação e corrida, uma dupla perfeita

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s