Corrida de rua: Track&Field Run Series Shopping Cidade Jardim

Leave a comment

É uma sensação diferente participar de uma prova que nos faz correr em lugares onde normalmente só passamos de carro ou transporte público. Até um pouco emocionante, eu diria. Isso foi o que senti ao participar da Track&Field Run Series Shopping Cidade Jardim no domingo 17 de agosto, muito bem organizada pela LatinSports (que é responsável por todo o circuito da marca e também pelo IronMan Brasil). A retirada do kit aconteceu nos três dias anteriores ao evento na loja da Track&Field do mesmo shopping. Tudo muito tranquilo.

Fui acompanhada de um casal de amigos – Andréa, colega de colégio, e Marcel, o marido dela – o que me motivou a participar e, principalmente, a levantar da cama às 5h30 da manhã de um dia frio para chegar no local do evento com tempo para estacionar, retirar/ajustar o chip no tênis e estar à postos na largada no horário de início: 7h.

O dia estava nublado, mas não choveu durante a prova. Talvez não fosse o clima ideal para apreciar a paisagem da imponente ponte Octávio Frias de Oliveira ou ponte estaiada, conhecida pela arquitetura suspensa suportada por grandes cabos e grande estrela do percurso, mas certamente a temperatura amena era perfeita para o esforço que todos faríamos quando fosse dada a largada.

E foi duro. Eu, que já estava com meus treinos defasados por conta de férias que se estenderam além da conta, sofri muito nas subidas da ponte – que não parecem, mas são bastante íngremes quando se está a pé. Em alguns curtos momentos precisei caminhar porque minhas coxas simplesmente travavam com o esforço. Isso fez com que meu tempo para os 5K subisse bastante: 38’28” (na prova do Circuito Vênus em junho meu tempo foi de 35’05”).

O resultado me decepcionou, mas sei que a culpa por não ter ido melhor foi totalmente minha. Pouco treino, pouca experiência com subidas. Sinceramente, sabendo da minha falta de preparação, fiquei feliz por terminar a prova.

A vantagem de circuitos como os da TFRS é que é possível fazer a prova novamente nos anos seguintes e ter um comparativo efetivo do seu desempenho. A ideia agora é treinar bastante para, no ano que vem se eu puder, correr novamente a mesma etapa e verificar se consegui melhorar.

:)

 

 

Leia também:

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s