Testando a água alcalina ionizada: primeiras impressões

28 Comments

Selfie com meu filtro lindo porque ele merece :)

Selfie com meu filtro lindo porque ele merece :)

Estou me apaixonando perdidamente pelo meu filtro! Ele é lindo, inteligente, está me fazendo um bem enorme e o estoque de água alcalina é ilimitado! Tecnologia digna de causar ciúmes ao meu iPhone. :)

O interesse das pessoas também parece estar aumentando. O post onde explico sobre o desafio 365 de água alcalina ionizada está sendo super acessado, com vários comentários e perguntas, e eu acho isso muito positivo. Mais e mais gente se importando com a qualidade da água que se bebe!

Pra quem me perguntou sobre a possibilidade de alterar os níveis de PH da água: sim, é possível. São 5 níveis de alcalinidade: 7.5, 8.5, 9.0, 9.5 e 10. A recomendação da empresa é que se comece a tomar a água com PH em 7.5 e, de 15 em 15 dias, aumentar até chegar a 9.5. O nível de PH 10 (máximo que alcança o filtro) é indicado apenas para quem tem problemas digestivos ou intestinais mais sérios.

Mas atenção: aumentar muito rápido a ingestão de água extremamente alcalina pode ocasionar reações alérgicas porque o organismo começa a expulsar toxinas e isso pode aflorar de diversas maneiras: diarreias, pequenas lesões na pele, coceiras. Principalmente em quem está com o corpo mais ácido, ou seja, debilitado internamente. Por isso é preciso entender que não é um problema da água alcalina, mas que ela está literalmente limpando o organismo de dentro pra fora e essa “sujeira” precisa sair de alguma maneira.

O filtro ainda permite que se inverta o PH da água para usar água ácida em dois níveis: 3,5 (principalmente para limpar/higienizar frutas, verduras e legumes, eliminar a gordura excessiva de carnes e fazer limpeza) e 5,5 (para tratar a pele e os cabelos). Há ainda a possibilidade de fazer com que a água fique neutra ou purificada: ideal para a ingestão de medicamentos manipulados ou que se toma por receita médica. Também estou testando essas funcionalidades e volto pra contar melhor pra vocês.

Ainda estou nas primeiras semanas de teste mas queria contar as duas coisas interessantes que observei até agora em mim.

  • Senti que meu apetite diminuiu. Minha fome ficou mais controlada (tudo que ela, definitivamente, não é). Sempre tento tomar água nos intervalos das refeições e percebi que, de alguma maneira, meu corpo sentiu menos fome nas últimas semanas. Sabe aquela “vontade” que quem é guloso sente quase o dia todo? Sumiu. Ponto para o meu processo de emagrecimento!;
  • Comecei a ir mais no banheiro e as fezes se modificaram muito (e se você não presta a devida atenção ao seu cocô você está fazendo muito errado). Por meio da observação das fezes se pode fazer diversos diagnósticos importantes sobre como anda a nossa saúde, sobre o equilíbrio do nosso organismo. Quer entender um pouco mais sobre isso? Assista a esse vídeo. Algumas pessoas podem pensar “mas você pode ter mudado alguma outra coisa” e realmente poderia ter sido alguma outra mudança, mas na semana passada precisei acompanhar uma pessoa internada e fiquei alguns dias sem conseguir tomar minha água. Resultado? Fiquei totalmente entupida de novo. E quando voltei à minha rotina da água alcalina ionizada tudo voltou a funcionar como mágica. Mas não é mágica, é água de qualidade nutrindo o corpo.

Sobre os benefícios do PH acima de 7

Escala de PHMuita gente ainda tem dúvidas sobre os benefícios que a água com PH acima de 7 oferece para o corpo. Estudos observaram que em locais onde a água é naturalmente mais alcalina a expectativa de vida é mais alta. Por cuidar da saúde de forma generalizada, a água alcalina equilibra o corpo, ajustando o funcionamento dos órgãos e sistemas vitais do organismo. A vida que se vive hoje acaba elevando a nossa acidez: dormimos pouco, comemos dietas não balanceadas, abusamos de bebidas alcoólicas, café, refrigerantes e ainda nos estressamos com muito mais frequência do que nossos avós. Tudo isso faz com que os radicais livres façam a festa e acabamos adoecendo com mais facilidade e envelhecendo antes do tempo.

Se a água além de alcalina for ionizada, melhor. Isso aumenta seu poder antioxidante e ainda ajuda a tratar a gastrite ácida, causada principalmente pelo refluxo (quando o conteúdo do estômago – alimento ou líquido – vaza em direção contrária ao estômago para o esôfago – o tubo da boca ao estômago. Essa ação pode irritar o esôfago, causando azia e outros sintomas).

::::::::

Você também pode se interessar:

Advertisements

A poderosa chia

Leave a comment

Pequenas e sem muita graça, as sementes de chia são muito mais do que aliadas nas dietas de emagrecimento e modinha fitness. Não é à toa que ela é considerada um super alimento há séculos e que sua descoberta pelos entusiastas da alimentação saudável foi um verdadeiro boom aqui no Brasil: segundo especialistas, em uma colher de sopa do grão há três vezes mais ferro do que no espinafre, cinco vezes o cálcio existente no leite, o dobro de potássio da banana, duas vezes mais proteína que qualquer outro grão ou semente e três vezes a quantidade de antioxidantes de mirtilos (blueberries).

Originária do México, quando é umedecida ou colocada em contato com um alimento que possui água, absorve o líquido e incha criando uma membrana gelatinosa à sua volta que faz com que o alimento seja digerido mais lentamente. Isso baixa o índice glicêmico da refeição e evita picos de glicose no sangue – um dos principais motivos para o desenvolvimento da síndrome metabólica (que envolve o aparecimento precoce de doenças cardiovasculares ou diabetes tipo 2). Um estudo publicado no British Journal of Nutrition concluiu que incluir o grão à dieta melhora a resistência à insulina, fundamental para o controle do diabetes.

Com ação anti inflamatória (por conta de suas altas taxas de ácidos graxos e ômega 3) e antioxidante, ajuda a retardar o envelhecimento, combatendo a formação de radicais livres. A alta taxa de ácidos graxos poli-insaturados, que formam as células nervosas, garantem uma memória mais afinada, reduzem a ansiedade e a depressão, melhoram o sono e o humor.

Eu, que estou tentando eliminar a proteína animal da dieta, ganhei mais qualidade nas minhas refeições porque a chia é rica em aminoácidos essenciais, sendo uma ótima fonte de proteína vegetal e complemento ideal para vegetarianos e veganos. \o/

Bonita de ver, gostosa de comer. E, sim, ela auxilia no processo de emagrecimento porque sua alta taxa de fibras solúveis formam uma gelatina no estômago e fazem com que você se sinta cheio mais rápido. Ou seja, você come menos, perde os quilinhos a mais ou mantém seu peso com maior facilidade. As mesmas fibras dão uma ajuda preciosa na hora de ir ao banheiro, combatendo a prisão de ventre.

Você pode acrescentar chia nas sopas, saladas verdes ou de frutas, nas omeletes, sucos, iogurte e onde mais a sua imaginação inventar. Aqui no blog já ensinei a fazer uma geleia de uva de chia deliciosa, mas existem milhares de receitas por aí. Uma porção de 3 gramas – algo como uma colher de chá – não compromete o total de calorias ingeridas e acrescenta muita saúde ao seu prato.

::::::::

Leia também:

Receita: barra de cereais natural caseira


Eu sei. Tem um monte de barras de cereal pra comprar prontinhas no mercado. Mas a verdade é que, por mais naturais que elas possam ser, nunca serão tão saudáveis quanto aquelas em que você coloca ingredientes escolhidos a dedo, orgânicos, frescos, sem aditivos como corantes, aromatizantes, espessantes etc. Ou seja, nunca serão aquelas que fazemos nós mesmos, em nossas queridas e familiares cozinhas.

Procurei por várias receitas e a que mais gostei foi essa, originalmente publicada no blog Barra de Cereal. Você pode variar, combinar novos sabores, fazer experiências criativas. Existem tantas possibilidades!

Anote os ingredientes:

  • 1 ½ xícara de chá (135g) de grãos de aveia prensados ou flocos
  • ½ xícara de chá (70g) de amêndoas
  • ½ xícara de chá de sementes de chia
  • ½ xícara de chá de mix de sementes de girassol, sementes de abóbora e gergelim
  • ½ xícara de chá de ameixas secas (+ ou – 11)
  • ½ xícara de chá de uvas passas pretas
  • 5 colheres de sopa de melaço ou mel
  • Canela a gosto (como eu adoro, coloquei um tanto)

Pique as ameixas em pedaços bem pequenos. O ideal é que elas estejam bem moles, quase desmanchando. Se estiverem muito secas, hidrate por cerca de 10 minutos mergulhando-as em um pote de água. Se tiver processador de alimentos, bata até obter uma pasta. Eu usei o meu mixer e acabou tendo um efeito parecido. Junte o mel ou melaço. Eu fiz o meu melaço com açúcar demerara (feito da cana de açúcar e não refinado) derretido em banho-maria.

Em outro pote, pique bem as amêndoas, acrescente as sementes, a aveia, as uvas passas e a canela. Misture bem. Junte a massa de melaço e ameixas. Misture de novo. Coloque papel vegetal (ou papel manteiga) em uma forma retangular de cerca de 10 cm x 20 cm. Distribua a pasta, cobrindo o fundo da forma. Para alisar e deixar uma camada de altura mais uniforme, prense com as costas de uma colher.

Leve ao forno por 20/25 minutos (ou até que a superfície fique dourada) em temperatura de 160ºC. Dê uma olhada de vez em quando porque cada forno é um forno. Retire a forma e deixe esfriar por alguns minutos. Se você cortar as barras antes que estejam frias, elas vão desmanchar. Por isso, paciência.

Depois de prontas, guarde em um recipiente fechado na geladeira por até uma semana. A receita rende de 4 a 6 barrinhas. Cuidado pra não comer tudo de uma vez porque elas são saudáveis mas calóricas, ok?

Fiz também uma outra versão sem tantas sementes usando aveia em flocos, bananas – duas secas picadas, duas maduras amassadas, uva passa e chia. Ficou ótima.

Animou fazer a sua versão? Depois vem contar como ficou! :)

::::::::

Leia também:

 

Desafio 365 dias: água alcalina ionizada

28 Comments

Desde que comecei a mudar minha dieta alimentar e meus hábitos para melhorar minha qualidade de vida, uma das principais coisas em que coloquei uma atenção maior foi na água que tomo.

Um dos posts mais acessados do blog é exatamente o que ensina alguns truques para alcalinizar a água caso você não possua um aparelho que faça isso para você. Usei muito limão e bicarbonato para alcalinizar o meu corpo mas, confesso, minha vontade era testar um desses super filtros importados que transformam a água em um verdadeiro agente de saúde integral.

Filtro Purion BMT 501T: modelo que vai ser alvo do teste

Filtro Purion BMT 501T: modelo que vai fazer parte do teste

Agora isso vai acontecer. Fui desafiada pela marca de filtros Purion a testar o aparelho que além de alcalinizar, ioniza a água, e vou contar pra vocês aqui no blog tudo o que acontecer comigo durante o Desafio 365 dias de água alcalina ionizada. A ideia é consumir a mesma quantidade que costumo tomar todos os dias (cerca de 1,5 a 2 litros) e usar a água para preparar a comida, além de testar outras funções do filtro, que também fornece água ácida para higienizar frutas/verduras/legumes, por exemplo.

O filtro é certificado pelo INMETRO e os laudos (que eu vi antes de aceitar fazer o teste) comprovam a filtragem de 99,28% do cloro (que é adicionado nas estações de tratamento de água para conter epidemias de bactérias como E. Coli) e 99,60% das partículas suspensas (leia-se sujeira) que vem da água que recebemos pelo encanamento. Ou seja, além de alcalinizar e ionizar a água, ele ainda filtra melhor que muitos outros aparelhos disponíveis no mercado.

A verdade é que a oferta abundante de água no Brasil – pelo menos por enquanto, pois parece que as coisas estão mudando – faz com que as pessoas prestem pouca atenção à qualidade da água que bebem. Em países orientais, como Japão e Coréia (de onde vem o filtro Purion), o sistema que alcaliniza/ioniza a água é bastante utilizado não somente nas residências, mas também pelo sistema de saúde local que considera esse tipo de água como medicinal – com benefícios de uso na prevenção e tratamento de doenças já confirmado.

Vou contando pra vocês conforme for usando e verificando os resultados. Os posts serão publicados sempre às quartas-feiras, com um resumo sobre minhas descobertas, impressões e tudo o que aconteceu na semana anterior.

Vamos lá! :)

::::::::

Leia também: